O SEMINARISTA

O Seminarista

Produção: Brasil/1977

Direção: Geraldo Santos Pereira

Elenco: Louise Cardoso, Eduardo Machado, Raul Cortez, Lídia Matos,

Nildo Parente, Liana Duval.

Distribuição: Transvídeo, 101 minutos.

O Seminarista

O Seminarista, filme de Geraldo Santos Pereira, baseia-se na obra literária de Bernardo Guimarães e conta a história de um menino enviado para o seminário para satisfazer a vontade do pai, no contexto da mais tradicional vida social brasileira.

No final do século passado, o irmão Lourenço escolheu a serra do Caraça, em Minas Gerais, para erigir um santuário mariano, passando a viver nesse local em companhia de outros eremitas.

Esse exemplo ascético é lembrado no filme pelo diretor do seminário.

No começo do século XIX, o edifício foi cedido aos padres lazaristas, que o transformaram em seminário e colégio de prestígio. Enquanto a narrativa no romance se desenvolve em meados do século passado, o filme a transfere para as primeiras décadas do século XX, fazendo com que termine às vésperas da Revolução de 1930, com o surgimento da Aliança Liberal.

Filho do fazendeiro Francisco Antunes, Eugênio passa a infância em companhia de Margarida, cuja mãe, viúva, mora nas terras do coronel. Incentivado pelos pais, o menino gosta de “brincar de padre” na capela da fazenda. Mas logo chega a decisão dos pais. “Eu vou para o seminário do Caraça”, declara Eugênio a Margarida: “Papai fez essa promessa quando mamãe ficou doente”.

Embora procurando adaptar-se ao regime do seminário. Eugênio continua a pensar na sua companheira de infância. Faz versos para ela: “Tu és a minha única manhã. Dá-me teu beijo, meu amor distante”.

O aluno é então ameaçado de expulsão pelos superiores do seminário, por estar com o coração preso a amores mundanos, incompatíveis com a vida de um candidato ao sacerdócio. Receoso da ira paterna, Eugênio suplica para que o mantenham no colégio.

Durante o período dos estudos superiores, Eugênio, já moço (Eduardo Machado), vai passar férias em casa, e reencontra Margarida (Louise Cardoso). A amizade infantil se transforma agora numa verdadeira paixão, conforme declara o seminarista, que cita uma frase do poeta Virgílio: “Os amores gravados nas pequenas árvores florescem”.

O rapaz tenta então superar sua timidez e decide abandonar o seminário. Mas encontra severa oposição dos pais, que solicitam, inclusive, o apoio do superior, padre Rabelo (Raul Cortez), para que o filho permaneça fiel à vocação sacerdotal. Como forma de superar as dificuldades e preparar-se para o sacerdócio. Eugênio é exortado a levar uma vida de oração, mortificação e frugalidade. Não obstante, o moço procura ser fiel à sua consciência: “O sacerdócio é coisa muito séria. Exige qualidades que eu não tenho”.

O filme apresenta com bastante realismo o ambiente dos seminários, com os rapazes de batina rezando na igreja, estudando, repousando nos dormitórios comuns e praticando esportes nos pátios do colégio. Oração, estudo e recreio marcam esse período de formação sacerdotal.

O tema da liberdade da vocação é discutido com colega Henrique, que, ao contrário de Eugênio, encontrara oposição dos pais para entrar no seminário. “Você escolheu esta vocação e lutou por ela, eu escolhi o amor de Margarida e vou lutar por ele”.

Mas o filme é, sobretudo um forte libelo contra a mentalidade autoritária dos pais, que se julgam no direito de decidir sobre a vida, o futuro e os sentimentos dos filhos, e questiona que legitimidade há nessa interferência. Amar é fazer com que os filhos possam desabrochar para a vida, assumindo progressivamente suas opções de responsabilidade e liberdade de ação.

O seminarista é um filme questionador, que alerta os pais sobre a necessidade de um diálogo sincero e respeitoso para com os filhos.

Esse post foi publicado em Não categorizado. Bookmark o link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s